Domingo, 30 de Setembro de 2007

Carpintaria

          Contam que na carpintaria houve uma vez uma estranha assembleia.
          Foi uma reunião das ferramentas para acertar suas diferenças.
          O martelo exerceu a presidência, mas os participantes lhe notificaram que teria que renunciar. A causa?
          Fazia demasiado barulho e, além do mais, passava todo o tempo golpeando. O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo.
          Diante do ataque, o parafuso concordou, mas por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.
          A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fora o único perfeito.
          Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material e iniciou o seu trabalho. Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso...
          E assim, finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel!

Falcão Sossegado
Publicado por Falcão Sossegado às 19:59

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 23 de Setembro de 2007

"acho que não preciso de mais nada...!" porque tenho Amigos....

Os verdadeiros Amigos não são aqueles que nos dão uma palmada nas costas quando recebemos um prémio, mas sim, aqueles que nos dão a mão e nos levantam quando estamos de rastos.

Se eu morrer antes de ti, faz-me um favor.
Chora o quanto quiseres, mas não brigues com Deus, por Ele me ter levado.
Se não quiseres chorar, não chores. Se não conseguires chorar, não te preocupes.
Se tiveres vontade de rir, ri-te.
Se alguns amigos contarem algum facto a meu respeito, ouve e acrescente a tua versão. Se me elogiarem demais, corrige o exagero.
Se me criticarem demais, defende-me. Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostra que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demónio, mostra que eu talvez tivesse um pouco de demónio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo.
Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chama a atenção deles. Se sentires saudades e quiseres falar comigo, fala com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a ti, lá onde estiveres.
E se tiveres vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diz apenas uma frase :
“ Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus !”

Aí, então derrama uma lágrima. Eu não estarei presente para enxuga-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dá uma espreitadela na direcção de Deus.
Tu não me verás, mas eu ficaria muito feliz vendo-te a olhar para Ele. E, quando chegar a tua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Tu acreditas nestas coisas ?
Sim??? Então reza para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Eu não vou estranhar o céu . . .
Sabes porquê ? Porque... Ser teu amigo já é um pedaço dele !


Falcão Sossegado
Publicado por Falcão Sossegado às 21:49

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

Telas da Vida

Somos pintores, e nossa mente é a tela.
Projetamos nela as cores dos nossos pensamentos e aspirações.
Às vezes, criamos atmosferas coloridas. Porém, em outros momentos, pintamos as cores de nossas dores e desejos infelizes.
Quando unimos nossos pensamentos aos pensamentos de Jesus, Krishna, Buda e tantos outros mestres de consciência, pintamos com eles e nos tornamos co-criadores de atmosferas felizes.
Entretanto, quando unimos nossos pensamentos às vibrações infelizes, sintonizamos as mentes imersas nas trevas conscienciais. Tornamo-nos, assim, sócios espirituais na produção de telas trágicas.
Tudo é questão de sintonia!
Nossas telas de vida refletem a qualidade de nossos pincéis (escolhas e atos). Nossas cores são o reflexo do que somos.
Viver é pintar!
Pensamentos emolduram situações e atmosferas. Podemos pintar alegrias ou desgraças nas telas de nossas vidas. Tudo depende da inspiração do pintor.
Em escala maior, o universo é a imensa tela onde o TODO* projeta as tintas do amor infinito. Somos expressão dessas cores magnânimas.
Portanto podemos ser co-criadores de climas felizes nas telas do infinito de nossas vidas.
Que nossas telas tenham as cores da paz!

(Texto extraído do livro “Falando de Espiritualidade” – Wagner Borges – Editora Pensamento - 2002).

- Nota:
* O TODO: expressão esotérica usada para designar Aquele Poder Maior que está em tudo! O Absoluto; O Supremo; O Grande Arquiteto Do Universo; O Papai do Céu; Deus.

 

 

Falcão Sossegado

Publicado por Falcão Sossegado às 20:26

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2007

" ... escuteiro uma vez... ... escuteiro toda a vida. "

Se um dia me pedissem para escrever um texto eu pensava escrever sobre a beleza da nossa terra, as lindas paisagens do Douro ou os alimentos típicos, sobre a importância da boa acção, hoje em dia tão esquecida ou sobre a vida.

No entanto acabei por perceber que a coisa mais importante de que posso falar é do que é ser escuteiro, daquilo que em mim marca a diferença, daquilo que mantém aceso em mim a chama da aventura.
        E ser escuteiro não é mais do que ansiar ser sempre melhor, não é mais do que sentir o desejo de ganhar asas e voar. Para um escuteiro não há barreiras intransponíveis, porque ele, com a sua força e a sua fé é capaz de ultrapassar todos os obstáculos.
        O escuteiro é aquele que no meio da multidão marca a diferença porque sorri, porque tem sempre boa disposição de espírito, porque contagia a todos com a sua alegria. É aquele que ama a natureza e a aventura, e parte em busca de novos rumos e novos ideais em cada actividade. É aquele que não desiste, que não desanima, que cria, que inventa, que deixa voar todos os pensamentos.
        Nunca se sabe muito bem como começa o escutismo, alguém vem até nós e lança a ideia e decidimos experimentar porque até parece ser giro, só quando o tempo passa e sentimos que já não queremos mais sair é que percebemos que já não há nada a fazer, temos que ser escuteiros o resto da nossa vida.

Já diria Fernando Pessoa:“Primeiro estranha-se, depois entranha-se”.

Começa-se em lobito, com brincadeiras engraçadas e canções alegres, passa-se pelos exploradores e descobrem-se novas aventuras, novos caminhos a seguir,nos pioneiros é característica a rebeldia excessiva,própria da idade,nos lenços vermelhos a grande decisão e por fim,o lenço verde,aquele que é o fim de uma etapa e o começo de outra. Tantas secções e todas muito diferentes, mas sempre todos unidos no ideal escutista, na partilha de nós mesmos com os outros e na luta por um mundo melhor.
        O escutismo é uma forma de estar na vida, uma forma de mostrar aos jovens que existem outros caminhos para além das drogas leves ou do consumo excessivo de álcool, caminhos que nos fazem sentir úteis, caminhos que nos tornam a nós, e aos que nos rodeiam pessoas muito mais felizes e cheias de motivos para sorrir.

         Enquanto instituição aceitamos valores como o respeito por todas as pessoas independentemente da cor da sua pele ou da sua classe social, a generosidade para com todos que pedimos diariamente a Deus na nossa Oração do Escuta, a amizade que une os Escuteiros do mundo inteiro, a solidariedade… são exemplos de valores que defendemos e que pomos em prática pois acreditamos que nos ajudarão a deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrámos”, cumprindo assim a vontade do nosso fundador B.P. Estes valores estão bem vivos no interior do mais pequeno dos lobitos até ao mais antigo dos chefes!

O escuteiro é alguém com boa disposição de espírito” que tenta dar um pouco da sua alegria a todos que dela precisem, é gentil e simpático para os que a ele se dirigem tratando todas as pessoas com igual respeito e educação.

Dentro de cada seguidor de B.P existe um coração grande, uma vontade enorme de ajudar todos os que precisam sejam crianças, velhinhos, pessoas que passam dificuldades… muitas vezes bastam pequenos gestos para tornar uma pessoa um pouco mais feliz!

Não custa nada dar uma roupa que já não usamos, um brinquedo, uma canção de alegria, um olhar terno… o escuteiro é capaz de tudo isso apenas para ver alguém sorrir! Achamos importante falar do espírito de trabalho, de equipa que nos incutem. O escuteiro não tem medo ao trabalho e gosta de cooperar porque sabe que só assim será bem sucedido nas tarefas lhe propõem.

As palavras começam a escassear para descrever aquilo que torna um escuteiro diferente de todas as outras pessoas… poderia distinguir-nos a pureza de coração, a espontaneidade de actos, a amizade, a alegria, a delicadeza… mas é todo um conjunto de factores, de lições que aprendemos que marcam essa diferença!

Sinceramente já não sabemos onde começa e acaba o espírito escutista dentro de cada um de nós… sabemos apenas que:escuteiro uma vez…escuteiro toda a vida”!

Falcão Sossegado

Sinto-me:
Publicado por Falcão Sossegado às 20:21

Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2007

Dixlexia



Qualquer aumotolibista perante esta sinalização zoritonhal, por mais estandapo que fique, o melhor que tem a fazer é mesmo rapar. Caso não o faça, se a aurotidade roroviádia andar por petro,  ainda corre o risco de ser auduato.
Publicado por Falcão Sossegado às 01:18

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Tribos, o jogo online gratuito

@Tá muito lento...

relojes web gratis

@Eu mesmo...

@Pesquisar neste blog...

 

@Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

@Palavritas Actuais...

@ Ouve apenas o meu olhar.....

@ Reserbem tudo, carago...

@ São Gonçalo de Gaia 2011

@ A Diferença entre o Paraí...

@ “A Vaquinha”

@ Um Escuteiro pode realmen...

@ No planalto da Zambujeira...

@ A minha História Perdida....

@ Marés Vivas 2009...

@ Voar... para me libertar....

@ Busco na simplicidade...

@ No meu sossego...

@ O Galo Angustiado

@ O Lenhador e a Raposa...

@ A BOMBA D'ÁGUA

@ Pato ou Cisne ???

@ Acreditar e Agir...

@ São Gonçalo sai à rua, pa...

@ Feliz Ano Novo de 2009

@ Com vontade de escrever.....

@Há muito Tempo...

@ Fevereiro 2013

@ Março 2011

@ Janeiro 2011

@ Julho 2010

@ Outubro 2009

@ Agosto 2009

@ Julho 2009

@ Abril 2009

@ Março 2009

@ Fevereiro 2009

@ Janeiro 2009

@ Dezembro 2008

@ Novembro 2008

@ Outubro 2008

@ Setembro 2008

@ Agosto 2008

@ Maio 2008

@ Fevereiro 2008

@ Janeiro 2008

@ Dezembro 2007

@ Novembro 2007

@ Outubro 2007

@ Setembro 2007

@Links...

@Navegando na Web...

@ Um Sonho de Menino... Che...

@ Perdi-te e (não) te encon...

@ O Piaçabeiro Mor avança m...

@ Há concerteza milhares de...

@ Escuteiros

@ " ... escuteiro uma vez.....

@Á distância de um simples Clique ...

Falcão Sossegado Leão Manhoso simplesmentehumana Lobitos Exploradores O Azul O Azul O Azul Filmes Diários Filmes, Mp3, Ebooks, Software, jogos e muito mais GRÁTIS no Pirata Tuga! Desbloqueio grátis de telemóveis Nokia

@Subscrever feeds

AddThis Social Bookmark Button
AddThis Feed Button
blogs SAPO
badge
badge